Desembargador bloqueia R$ 198,5 milhões por irregularidades em obras no Maracanã

Doze réus, entre eles três construtoras, respondem por improbidade administrativa

Por O Dia

Rio - O desembargador José Compasso, da 9ª Câmara Cível, determinou o bloqueio de R$ 198,5 milhões da Odebrecht, Andrade Gutierrez, Delta e de mais nove réus. O grupo foi denunciado por irregularidades na licitação e execução das obras do Maracanã para a Copa de 2014.

Além das construtoras, são réus na ação de improbidade administrativa o ex-secretário de obras do estado Hudson Braga; o ex-presidente da Emop, Ícaro Júnior e mais sete funcionários da empresa. Entre eles o ex-diretor de Planejamento Marco Antônio Rodrigues Marinho.